Home > Blog > Controle e distribua os gastos de sua empresa na Nuvem
Controle e distribua os gastos de sua empresa na Nuvem

Controle e distribua os gastos de sua empresa na Nuvem

A computação em Nuvem possui inúmeras vantagens, desde a infinidade de tecnologias ao seu alcance por um preço competitivo até a possibilidade de pagar apenas o quanto se utiliza de processamento e armazenamento. Será, no entanto, que é possível prever o quanto sua empresa (e, principalmente, cada setor dela) gastará em Nuvem durante o mês?

Sim, isso é perfeitamente possível com ferramentas de BI (como o Power BI, por exemplo) trabalhando em conjunto com o Azure, a Nuvem da Microsoft. Ao obter os números de recursos, aplicativos e serviços como armazenamento, você verifica quanto cada elemento está consumindo de Nuvem e quanto isso custará à sua empresa no fim do mês. Analisando os números dos meses anteriores, é possível até mesmo traçar uma estimativa para os próximos mêses.

É claro que configurar um sistema de BI para ler, interpretar e entregar esses números demanda tempo, esforço e capacidade de sua equipe, mas nós já adiantamos isso para você.

 

Ferramenta de análise exclusiva

A Advanced INFO oferece para seus clientes uma ferramenta de análise dos dados e recursos usados no Azure, onde suas atividades se encontram. Logando-se com um nome de usuário e senha, as pessoas autorizadas acessam esses dados que são atualizados em tempo real.

As telas que se encontram na seção de análise mostram os elementos que estão consumindo recursos de sua Nuvem no ciclo atual e, comparando com dados de ciclos anteriores, o sistema prevê aproximadamente qual será o valor a ser pago ao final do mês.

Você pode filtrar as telas e seus números por área da empresa (falaremos disso mais abaixo), por recurso utilizado e outros elementos. As telas de histórico do consumo são bem detalhadas, pois é através desses números que o seu comportamento de Nuvem será medido e usado para as previsões de gasto.

Distribuindo os custos de TI entre as áreas

Um cenário muito comum e injusto dentro das empresas é o fato de todos os gastos com TI saírem do centro de custo da área de mesmo nome, mesmo que inúmeros recursos tecnológicos (servidores, bancos de dados, etc.) sejam alocados para outras áreas. Como consequência, o centro de custo de TI apresenta gastos consideráveis quando, na verdade, foram outras áreas que fizeram uso desses artifícios.

Utilizando a ferramenta de análise da Advanced INFO e os recursos de administração do Azure, a área de TI pode identificar os recursos tecnológicos alocados para cada área da empresa e, a partir daí, identificar seus gastos e remanejar esses números para os devidos centros de custos. Ao setor de TI fica apenas a obrigação de gerenciar esses elementos e garantir que continuem sempre em funcionamento.

Trabalhe com instância reservada

Se você já tem uma ideia aproximada do gasto de recursos que cada área utilizará, o modelo de Instância Reservada (saiba mais sobre isso clicando aqui) é ideal: além de oficializar a rotina tecnológica da empresa, o modelo de contratação de máquinas por 1 ou 3 anos fixa um valor mensal de Nuvem que, ao fim do ano, pode chegar a ser 80% menor do que o modelo “pegue pelo que usar”

Nossos consultores estão à sua disposição para orientá-los em um completo planejamento de migração de suas atividades para o Azure com previsões e monitoramentos de custos dos recursos a serem usados na Nuvem para que sua empresa faça sua transformação digital dentro do orçamento planejado.